quarta-feira, 1 de julho de 2015

DNIT anuncia a Cintra que licita duplicação da BR-423 em outubro

Nunes (D) comunica a Cintra e Izaias licitação da duplicação

Brasília - A licitação para o início da duplicação da BR-423, entre São Caetano e Garanhuns, no agreste, com recursos federais, será lançada no final de outubro próximo. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 1º, ao senador Douglas Cintra (PTB-PE) e ao prefeito de Garanhuns, Izaias  Régis (PTB), pelo coordenador-geral de Planejamento e Programação de Investimentos do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), André Nunes, em audiência no órgão.

Nunes explicou que a obra será licitada em dois lotes, no sistema de RDC (Regime Diferenciado de Contratações Públicas), que permite maior rapidez nas contratações: o primeiro entre São Caetano e Lajedo, em fins de outubro,  e o segundo lote, até Garanhuns, com licitação logo em seguida, no máximo até janeiro. “Com a concessão à iniciativa privada,  no novo Programa de Investimento em Logística, do Arco Metropolitano e da duplicação da BR-232 até Cruzeiro do Nordeste, a BR-423 será a maior obra do DNIT em Pernambuco”, declarou ele a Cintra e Régis.

O coordenador-geral de Planejamento do DNIT informou que já no final deste mês empresa contratada pelo órgão iniciará a elaboração do anteprojeto necessário ao lançamento da licitação, que incluirá, além da duplicação de 70 quilômetros da BR-423, o reforço do asfalto da rodovia existente. Nunes estima o custo da obra em torno de R$ 400 milhões.


“A duplicação da BR-423, uma antiga aspiração, irá melhorar substancialmente a infraestrutura viária em Pernambuco, essencial para interiorizar o desenvolvimento”, comemorou o senador Douglas Cintra. Segundo o prefeito Izaias Régis, a duplicação eliminará o elevado índice de acidentes fatais na BR-423, atualmente, pelo tráfego intenso de caminhões e motos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário