segunda-feira, 27 de julho de 2015

Cursos do Chapéu de Palha para pescadores começam nesta segunda-feira (27)



Pescadores artesanais, inscritos no programa Chapéu de Palha, coordenado pela Secretaria de Planejamento e Gestão, começaram nesta segunda-feira (27), cursos de qualificação profissional. Foram criadas, em parceria com as secretarias estaduais de Educação e da Mulher, 167 turmas para atender 4.938 trabalhadores em 33 municípios pernambucanos. São oferecidas aulas de formação sociopolítica e profissionalizantes.

O Chapéu da Palha da Pesca Artesanal, neste ano, cadastrou 10.334 pescadores em 53 municípios do Agreste, do Sertão e do Litoral. Além dos cursos de qualificação, os inscritos recebem um auxílio dividido em quatro parcelas de R$ 256,52, valor complementar ao Bolsa Família. O programa também atende marisqueiros.

Novas turmas estão previstas para os próximos dois meses e as aulas devem seguir até o fim de setembro, quando o programa concluirá as ações deste ano. Assim como os trabalhadores rurais da palha da cana e da fruticultura irrigada, que são atendidos durante a entressafra, os pescadores participam do programa durante o período de proibição da pesca artesanal.


Na edição de 2015, o Chapéu de Palha cadastrou 30.015 trabalhadores em todo o Estado, em três frentes: Cana-de-açúcar, Fruticultura Irrigada e Pesca Artesanal. As atividades voltadas para os agricultores que trabalham nas plantações de fruta foram encerradas neste fim de semana. 

Secretaria de Planejamento e Gestão

Nenhum comentário:

Postar um comentário