sexta-feira, 28 de março de 2014

Rádio Alternativa FM mostra força ao juntar massa expressiva para protestar contra corrupção

Tudo começou com as folhas de um processo de mais de 20 páginas, promovido pela prefeitura de Carpina contra á Rádio Alternativa FM, o processo trazia acusações de várias irregularidades na verdade sem nexo que incluía inclusive a propaganda de um Wisk, que é proibido já que trata-se de uma rádio comunitária e de que a rádio tem um alcance maior do que o permitido. Objetivo: fechar a emissora que presta relevantes serviços a comunidade.
O resultado foi a revolta de milhares de ouvintes, integrantes da rádio que vivem da radiofonia, inclusive eu,  e igrejas já que mais de 70% da programação é evangélica. Autoridades começaram se manifestar em apoio ao rádio, foi quando surgiu a iniciativa de um protesto depois de uma abaixo assinado que reuniu milhares de assinaturas a favor do rádio.
O protesto ganhou outras proporções e parece que o feitiço virou contra o feiticeiro, o povo resolveu se manifestar contra o fechamento da emissora e contra o próprio prefeito. Com inúmeras faixas de repúdio a gestão, caras pintadas, nariz de palhaço, apito e gritos de guerra, o protesto aconteceu de forma pacífica e levou uma multidão, entre eles históricos adversários políticos, as ruas.

Veja algumas, mas apenas algumas porque seria impossível captar todas as imagens, de algumas personalidades que protestaram na tarde desta sexta.






























Nenhum comentário:

Postar um comentário