terça-feira, 11 de março de 2014

POLÍCIA FEDERAL PARA NOVAMENTE EM TODO O PAÍS


PF FAZ GREVE DE TRÊS DIAS


Agentes, escrivães e papiloscopistas vão novamente paralisar suas atividades nos dias 11, 12 e 13 de março (hoje, amanhã e quinta-feira). Os policiais federais pernambucanos mais uma vez estarão concentrados, a partir das 09h, na Superintendência Regional no Cais do Apolo onde farão panfletaço. No interior do estado a mobilização será em frente às delegacias da PF em Caruaru e Salgueiro.

A greve destes três dias faz parte do calendário progressivo de paralisações da categoria, que iniciou com um dia em 11/02, dois dias em 25 e 26/02 e nesta semana, com três dias de greve. O principal objetivo do movimento é denunciar à sociedade que o Governo Federal está sucateando a Polícia Federal que vem sofrendo redução na sua estrutura de trabalho e desvalorização de seus servidores policiais, que reflete no serviço prestado à população, uma vez que o número de prisões e indiciamentos, especialmente nos crimes de colarinho branco, vem reduzindo drasticamente a cada ano.

A categoria amarga o maior congelamento salarial da história do governo federal, que já dura sete anos, fazendo com que os policiais federais recebam menos da metade do valor dos salários dos demais servidores públicos federais. O último reajuste simbólico foi de 3,4% em 2009, o que tem gerado perdas salariais superiores a 40%, o que vem fazendo com que cerca de 250 policiais federais deixem a profissão todos os anos.

Os protestos também denunciam a falta de estrutura para a realização dos serviços durante a realização da Copa do Mundo, em junho deste ano, e pedem a reforma no
sistema de segurança pública. O Sindicato dos Policiais Federais de Pernambuco (SINPEF/PE) afirma que o objetivo da paralização não é atingir a população, por isso, os serviços essenciais, como o controle imigratório nos portos e aeroportos e o atendimento nos setores de passaporte não serão interrompidos.

Greve nacional

No país a greve está sendo coordenada pela Federação Nacional dos Policiais Federais-FENAPEF, que representa sindicalmente mais de 20 mil policiais federais. Haverá paralisação em todas as unidades da PF nos três dias, e o tema central dessa semana é uma Campanha por uma Segurança Pública Padrão FIFA.

Em Brasília o ponto alto do evento será acontece na quarta-feira (12), na Esplanada dos Ministérios, em Brasília/DF, e contará com centenas de policiais federais, muitos deles vindos de caravanas e vôos de outros estados, que farão uma Marcha dos Elefantes Brancos na Esplanada dos Ministérios, conduzindo enormes elefantes brancos infláveis, que simbolizam a burocracia e a politicagem na Segurança Pública, uma vez que pesquisas revelam que quase todos os policiais federais interpretam o descaso do Governo Federal como uma retaliação às operações anticorrupção que prenderam líderes políticos ligados ao Planalto.

Uma das bandeiras levantadas pela FENAPEF é a Segurança Pública nas fronteiras e nos aeroportos, onde a entidade denuncia falhas graves de gestão, enquanto são gastos milhões em soluções maquiadas “para inglês ver”. Segundo informações da FENAPEF, nos aeroportos e unidades de fronteiras brasileiras, faltam agentes federais para cuidar do policiamento aeroportuário, de fronteiras e no combate ao crime organizado. Em alguns aeroportos não há nenhum profissional. “A porta de entrada de um país é o desembarque dos aeroportos internacionais e suas fronteiras. Nestes locais, a análise e a investigação, assim como as técnicas de entrevista, fiscalização e trabalho em equipe com os policiais especializados no combate ao crime organizado são coisas que não podem ser terceirizadas de maneira irresponsável”, adverte o presidente da federação, Jones Borges Leal.

Com a continuidade da greve, novas pesquisas vão detalhar os resultados dos investimentos federais em segurança pública. Enquanto isso, os agentes federais idealizam propostas de emenda à Constituição que buscam a modernização e a eficiência na Segurança Pública, através das PEC´s 51, 73 e 361. E a luta para a extinção dos elefantes brancos continua.


Para informações e agendamento de entrevistas, favor contatar a Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Policiais Federais de Pernambuco. O presidente do SINPEFPE Marcelo Pires estará disponível para relatar sobre a greve e outras fragilidades na segurança pública federal.

Patrícia Braga - Assessora de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário