terça-feira, 30 de abril de 2013

Experimentos indicam que paracetamol pode aliviar problemas emocionais


 

Será que a dor psicológica pode ser tratada como a dor física? Essa dúvida foi levantada por pesquisadores canadenses, que, para respondê-la, contaram com a ajuda de um remédio muito conhecido: o paracetamol. O analgésico teve a fórmula testada para servir como tratamento de problemas de fundo social, como o sofrimento causado pela morte de uma pessoa próxima. Os resultados da pesquisa indicam que a resposta ao questionamento que provocou o estudo pode ser positiva.

O experimento foi feito por dois professores da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, e publicado recentemente na revista Psychological Science. O líder do estudo, Daniel Randles, explica que o paracetamol foi escolhido por conta de resultados de pesquisas anteriores mostrando que o córtex cingulado dorsal anterior (DACC, pela sigla em inglês), área do cérebro responsável por sentimentos de rejeição social e de frustração, foi inibido pelo uso da substância. “Usamos esse primeiro projeto como base. Já que o DACC também é suspeito de ser importante para a sensação de incerteza ou de confusão, queríamos ir mais a fundo, provocar esses sentimentos e saber se, ao tomar o remédio, os pacientes sofreriam mudanças significativas”, conta Randles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário