quinta-feira, 11 de junho de 2015

Oposição quer contribuir para diálogo entre servidores e Governo do Estado



Assista ao depoimento do deputado Silvio Costa Filho:

Recife - O líder da Bancada da Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado estadual Silvio Costa Filho (PTB), participou nesta quarta-feira (10) de um ato promovido pelos servidores públicos do Estado em protesto à falta de diálogo e esclarecimentos da gestão estadual em relação à pauta de reivindicações dos trabalhadores, especialmente o calendário 2015 de negociação salarial.

Falando aos servidores presentes ao ato, no centro do Recife, o parlamentar sugeriu a criação de uma comissão, composta por deputados estaduais, servidores e sindicatos, para que as conversas com o Governo do Estado possam avançar. “A Bancada de Oposição quer se incorporar a este processo de negociação, ajudando a restabelecer o diálogo entre servidores e Poder Executivo”, se comprometeu.

Costa Filho disse que o Governo do Estado não pode, sob a justificativa de crise financeira, sacrificar os servidores públicos, não apontando sequer para uma perspectiva de negociação. “Até agora não estamos vendo uma agenda de valorização do servidor.  A gestão também não apresentou quais serão os caminhos que poderá tomar para sair do Limite Prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal”, reforçou.

Além da falta de diálogo e de perspectivas para o reajuste salarial, o deputado citou como exemplo de desatenção do governo a situação do Sistema de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado (Sassepe). “Mesmo contribuindo mensalmente por este plano de assistência à saúde, Pernambuco tem hoje um dos piores serviços voltado para os servidores públicos. Dificuldade de marcação para o atendimento, falta de médicos, demora na realização de exames, são alguns dos problemas enfrentados diariamente por quem precisa do Sassepe”, avaliou.

Silvio disse que o Estado usa o “aperto” nas contas para não dialogar com os servidores sobre reajuste salarial, mas ao mesmo tempo realiza gastos que classificou de desnecessários. “São gastos que poderiam ser melhor racionalizados em um ano tão desafiador como este que estamos vivendo. Pernambuco é um dos estados do Nordeste que mais vai gastar este ano com passagens, diárias, e material de consumo, e você não vê redução para poder valorizar o servidor”, acrescentou o deputado, lembrando também o alto valor repassado pelo Estado à Arena da Copa, da ordem de R$ 140 milhões.

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Pernambuco (Sindserpe), Renilson Oliveira, disse que é muito importante que a Assembleia Legislativa ajude neste processo de diálogo e reivindicações junto ao Governo do Estado. Ele enfatiza que os trabalhadores não podem ser responsabilizados pela crise financeira e denunciou a lentidão nas negociações com a gestão estadual.

Crédito da foto: Bancada de Oposição na Alepe / Divulgação

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário