sexta-feira, 5 de julho de 2013

Caso Edílson da Ambulância: Drº Joaquim Lapa afirma que prisão do investigado é equivocada


Ele afirmou ainda que já impetrou outro pedido de habeas corpus

Apesar do primeiro pedido de habeas corpus, feito pelo primeiro advogado a tomar conta do caso Edílson da Ambulância, ter sido negado, o advogado, Dr. Joaquim Lapa, atual responsável pelo caso afirmou hoje que houve um equívoco por parte do juiz plantonista que deu ordem de prisão ao ex presidente da câmara da cidade do Carpina. O advogado afirmou que Edílson não poderia estar preso já que não foi condenado e nada foi provado. "Ele é um investigado. Não estou dizendo que ele é inocente ou culpado, mas o que vai dizer isso é a investigação, e este será um processo longo"- disse.

Uma das alegações da justiça é de que o investigado poderia influenciar nas investigações. Uma das pessoas intimadas a depor para prestar informações que ajudassem nas investigações, teria dito ter sofrido influência por parte do investigado, porém Dr. Joaquim Lapa afirmou que está de posse de um novo depoimento em que evidencia que o primeiro teria sido mal interpretado, onde a testemunha de nome Alexandre Marcos, afirma que em hipótese alguma sofreu ameaças, ou influência para o seu depoimento, do investigado Edílson Gomes da Silva,. A testemunha disse que afirmou na realidade que temia apenas que isso causasse uma lástima na política do município.

Com o novo pedido impetrado pelo doutor Joaquim Lapa, espera-se uma resposta positiva da justiça para que Edílson responda ao inquérito em liberdade até a sexta-feira da próxima semana.

O ex-vereador está sendo acusado de peculato, falsificação de documentos, falsidade ideológica, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e outros crimes ainda não revelados mas que estão sendo investigados.

Bem o que se sabe é que há muitos nomes envolvidos e muitas pessoas serão chamadas a prestar esclarecimentos, muitos estão de cabeça quente esperando uma batata quente cair na sua mão, em partes devo concordar com o depoimento de Alexandre que teme uma catástrofe política em Carpina. Ao que parece por bem menos que isso Jota Cândido perdeu a vida.

Há boatos (informação não oficial) de que um parlamentar teria ido procurar o MP para devolver um dinheiro que teria apenas "pego emprestado".

Tem gente que não está vivendo assombrado por um fantasma.

Só ano passado a câmara de Carpina teve uma despesa de R$ 406.000, com diárias, viagens...
DEUS PROTEJA OS INOCENTES!
AGORA, SE É PRA FAZER JUSTIÇA, QUE SEJA FEITA A JUSTIÇA PARA TODOS!
Tem cidadão aí que parece que está enrolado até o pescoço.

Um comentário:

  1. ai o bicho vai pegar todos na cadeia, inocentes foram presos e estao presos, porque os bandidos e ladroes estao soltos cadeia neles,

    ResponderExcluir