sexta-feira, 25 de março de 2016

Zero estrutura + MÁ DE EDUCAÇÃO do povo foi o que resultou na suspensão de cestas básicas.



Falando Francamente, que me perdoem, não posso generalizar claro, mas esse problema é velho em Carpina. O povo insiste na baixaria, selvageria, má educação e falta de estilo. Falo mesmo! E antes que alguém abra a boca para dizer que só sabe quem precisa, que estou criticando o comportamento selvagem de alguns porque não preciso, eu dou a resposta: ser pobre não é sinônimo de ser mal-educado, e muito menos ser necessitado é sinônimo de não ter bom senso. Tal comportamento é até indigno! Tenhamos decência. 
Desta vez ele, o povo, pagou o preço, colheu o que plantou, lamento por no meio deste povo haver pessoas dignas que não mereciam ter saído de suas casas e terem voltado frustradas de mãos vazias. Infelizmente, inevitavelmente joio e trigo estavam misturados. Deixando claro que a opinião é minha! Não é do Secretário e nem do prefeito. Essa é minha análise pessoal e sei que de muitos mesmo que se calem.
 Deixemos a hipocrisia de lado e admitamos, falta educação ao povo!

Por outro lado falta o planejamento correto por parte da Secretaria de Ação e Assistência Social, acho que devido aos fatos repetitivos, esse tipo de ação deveria ser planejada meses antes.  Como lhe dar com a selvageria do povo? Será que não seria melhor entregar de forma mais dividida? Será que não seria interessante dividir por letras? E as fichas? Será que não seria melhor e mais sensato serem entregues no momento em que foram cadastradas? Além do mais já está clara a necessidade de uma tropa de choque. A quantidade de guardas municipais foi insuficiente para a quantidade esperada de beneficiados e a polícia, bem, esta mandou apenas dois policiais!!! Haha, é cômico me desculpem. Dois policiais?!

Olha aí no que deu, uma bandidagem infiltrada, uma esculhambação sem fim. Crianças de colo correndo risco de vida no braços de suas mães, funcionários da prefeitura também expostos.

Conversei agora a noite com o Secretário de Ação Social do Carpina, Éliton Lopes, que está notavelmente chateado e frustrado com a situação e disse que na próxima segunda-feira (28), irá sentar com a equipe e traçar as estratégias para entregar as cestas, o que deve ocorrer ainda na próxima semana.

Uma coisa é certa, na páscoa os beneficiados vão ficar chupando o dedo. Preço pego pela má-educação de alguns.

Falando Francamente, Danielle Nurse.



Nenhum comentário:

Postar um comentário