sábado, 24 de abril de 2010

Crime de pedofilia incentivado pela própria mãe da criança choca Carpina

Essa semana um crime chocou os cidadãos de Carpina e região.Uma mulher foi acusada de oferecer as próprias filhas a um molestador.A denúncia foi feita pela própria criança que após ser acolhida pela agente de saúde Zezé saúde, foi levada ao conselho tutelar."A coisa é mais séria do que se pensa. A menina chegou em minha casa pela madrugada chorando e pedindo ajuda" disse Zezé.No conselho tutelar a criança disse que ela e as irmãs sofriam maltratos deste cidadão que alugava as meninas a mãe das crianças.As investigações foram iniciadas na última terça-feira. O delegado titular de Carpina Evelton Barbosa da Silva contou que encaminhou a criança de 7 anos para o Instituto de Medicina Legal (IML) no Recife, um exame foi feito na menor que tem apenas 7 anos de idade e foi constatado o abuso sexual.A criança teve o hímem rompido. "Com as provas em mãos, decidi solicitar a Justiça a prisão preventiva da mãe e do pedófilo", contou. O mandado de prisão foi expedido na manhã de ontem pela juíza da 2ª Vara de Carpina, Maria do Carmo de Morais Melo.A agente de saúde está com a guarda provisória da menor.As outras crianças(nove e onze anos)foram levadas para a realização do exame para que sendo constatado o abuso, sejam tomadas as medidas cabíveis.Por enquanto as meninas estão na casa da avó.O acusado alegou inocência, porém, o mesmo disse que dava dinheiro a mãe das crianças e como ultimamente já não mais o fazia, a mãe jogou as meninas contra o mesmo, disse também que o abuso foi feito por um cidadão morador do Bairro Novo.Em depoimento contraditório a mãe da menina disse que não sabia dos abusos embora tivesse conhecimento que as meninas passavam horas na casa do vizinho de 41 anos.
Tanto o acusado pelo estupro quanto a mãe das meninas, que tem mais duas filhas e foi acusada de oferecê-las ao aliciador, estão presos e alegam inocência.
Triste demais, estamos nos aproximando do dia das mães e me pergunto que conceito de mãe que essas meninas terão para as suas vidas...Que elas superem o trauma e encontrem uma família que as proteja e as ame incondicionalmente e que quando adultas façam prevalecer os bons exemplos e referências que hão de ter do que realmente é uma família em nome de Jesus!

Nenhum comentário:

Postar um comentário