sexta-feira, 29 de março de 2013

Coração blindado: Por segurança, frieza e pouca emoção ao selecionar aqueles que merecem um espaço em nossa vida

Mulher e filha são agredidas por ex-cunhado
A vítima Luzia Ana totalmente inocente na história sofreu consequência do relacionamento mal resolvido da irmã. Foto: Programa Dizendo Tudo.
Essa semana um acontecimento na cidade do Carpina teve repercussão a nível de estado deixando a todos chocados. Um homem invadiu uma residência e agrediu uma mulher e sua filhinha de cinco anos a pedradas e logo após não satisfeito em ter desfigurado ambas, ateou fogo em seus corpos.

Ao tomarmos conhecimento a primeira coisa que veio em nossas mentes, é de que teria sido mais um caso de um homem sem aceitar o fim do relacionamento, tipo de crime que infelizmente virou febre e que eu já não aguento de tanto falar aqui. De fato foi mas, uma coisa que chamou atenção é de que a vítima Luzia Ana dos Santos não era esposa e sim cunhada do agressor que não conseguindo se vingar da ex-mulher, extravassou sua fúria cheia de maldade na irmã da vítima, sua cunhada e em sua filha.

As duas, mãe e filha, permanecem internadas no Recife em estado grave porém estáveis.

O que nos leva a refletir nesse caso, é o quanto devemos ter cautela ao permitir que pessoas entrem em nossas vidas. Uma má escolha pode fazer sobrecair problemas não só para nós, mas para toda nossa família. Este não é o primeiro caso, pois já ouvimos casos de famílias inteiras exterminadas por um relacionamento afetivo mal sucedido de um dos seus membros. Muitas vezes já testemunhei pessoas que tomadas pela ansiedade de ter um parceiro ou parceira(porque tem mulheres capazes de destruír a vida de um homem também), se deixam levar e abrem brechas muito fácil para que estranhos invadam a sua vida, ansiedade atrapalha e parece que é um mal que atinge a humanidade, e muitas vezes: ansiedade = escolha errada = tormento que pode levar a desgraça em sua vida. Já acompanhei centenas e mais centenas de casos de pessoas que deixam até de congregar em uma igreja por causa de um companheiro(a), ou seja, um companheiro vale mais que sua própria fé em Deus e os valores provindos dela.

Tenhamos calma, confiemos em nossas qualidades como seres humanos e de que somos capazes de conquistar alguém que mereça estar ao nosso lado pelo que somos e não o primeiro que aparece. Que aprendamos a escolher e não sermos apenas escolhidos. Relacionamento é coisa muito séria e um passo em falso pode acabar com sua vida e daqueles da sua família que nada tem a ver com sua escolha errada. As vezes é bem melhor estar só. Dá pra ser muito feliz enquanto aquela pessoa certa não aparece, pois há muitas coisas boas para se fazer e viver e a vida não se resume há um namoro, rolo, casamento. Não creia que vai consertar alguém! Queira alguém que já venha pronto pra você! A tampa da sua panela. Esse negócio de emenda daqui, vou consertar ali, tipo: "Sou evangélica, arrumei um pretendente maravilhoso, seu defeito é que ele bebe e gosta de farra, mas eu tiro isso dele", ou "Ele tem uma relação de amizade com a ex, e é muito influenciado pelos filhos mas eu tiro isso dele", ou ainda, "Estou apaixonado, mas não aceito a profissão dela, eu caso e depois faço ela sair desse trabalho"- Não dá certo!
Sejamos mais seletivos, pois nossa responsabilidade é bem maior do que possamos imaginar e as marcas por nossas escolhas podem permanecer para o resto de nossas vidas...

                                                                                       Dani Nurse

Nenhum comentário:

Postar um comentário