sábado, 7 de janeiro de 2017

Dia de Santos Reis em Carpina já não mais como antigamente mas ainda com seu brilho.


Na noite de ontem (06\01), estivemos ainda cedo nas ruas de Carpina dando uma olhada no movimento. É fato que a festa se difere muito da de alguns anos que já ficaram bem para trás. Naquele tempo em que ir a festa de Reis era sinônimo de elegância e as pessoas preparavam suas roupas de linho para a primeira grande festividade do ano em Carpina. Por diversos fatores a festa de Reis já não é um grande acontecimento que atrai grandes excursões para prestigiar a economia inclusive, de nossa cidade. No entanto, a festa continua com aquele clima de confraternização familiar. Um público menor mais ainda sim, muita gente se encontrando, pondo em dia o papo, pais enfrentando filas enormes nos brinquedos do parque para fazerem a alegria das crianças que são um público forte já que hoje a maior atração de fato são os brinquedos, na praça Mestre Solón os palhaços Cacareco e Plim Plim foram uma atração a parte, além de outros artistas cantores de nossa terra como Banda Forró Suado e Ramos Forrozeiro que alegraram o ambiente e o tornaram verdadeiramente aconchegante.

Para o público adulto que gosta de virar a noite dançando tivemos ontem ainda, a Banda Gigantes do Brasil.

Enfim, a festa teve seu encanto, seu brilho, seu atrativo.








No teatro da praça Mestre Solon lá estavam arrancando risos de crianças e adultos, os palhaços Plim Plim e Cacareco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário