pt src= Dani Nurse Blog: Junho 2020

quinta-feira, 18 de junho de 2020

Sem cinema, parque dos infláveis e outras restrições, shopping Carpina reabre nesta sexta (19).


Na tarde desta quarta-feira(17), uma das representantes do shopping Carpina realizou uma live onde comunicou que nesta sexta-feira(19), o shopping estará reabrindo cumprindo protocolos validados pelo Hospital Sírio libanês, que incluem álcool gel espalhados pelo shopping, tapetes especiais para desinfecção de calçados, todos os funcionários com máscaras etc.

O shopping Carpina trará também restrições e entre os quais, sem o frequentado parque dos infláveis e sem cinema. A praça de alimentação estará funcionando mas, com apenas 50% das mesas disponíveis e com limite de uma pessoa por mesa, mesmo que seja casal.

"Por termos o diferencial de sermos um shopping aberto, recebemos a autorização do governo do estado para reabrir e estamos preparados para receber vocês com todo amor, cuidado e respeito com a saúde de vocês " - disse a representante. 

O shopping estará aberto todos os dias,  das 12:00h até 20:00h.


Reunião remota da Executiva Estadual do PSB proíbe que candidatos apoie o governo Bolsonaro




A Executiva Estadual do Partido Socialista Brasileiro em Pernambuco, reunida remotamente, aprovou de forma inédita uma resolução determinando que as convenções municipais do partido para as eleições 2020 sejam feitas pela internet, respeitando os protocolos de saúde do governo estadual.

Acompanhando determinação da executiva nacional, o PSB em Pernambuco também definiu que será proibido o apoio a candidatos que defendam o governo Bolsonaro, com a possibilidade da candidatura ser anulada em caso de desacordo com as orientações político-eleitoral do partido.

"É inadmissível que, com tantas demonstrações antidemocráticas por parte do presidente da república e seus seguidores, nossos aliados apoiem a extrema direita", afirmou Sileno Guedes, presidente estadual.

Os socialistas também aprovaram por unanimidade que a base partidária dos municípios da região metropolitana do Recife e outros 40 municípios do interior, considerados polo de acordo com uma estratégia político-econômica para o Estado, deverão informar as escolhas dos candidatos para a executiva estadual antes das convenções, podendo ser aprovadas, alteradas ou anuladas. Entre os municípios estão Caruaru, Petrolina, Garanhuns, Santa Cruz do Capibaribe, Serra Talhada e outros.

COVID-19 - Os membros da executiva também enfatizaram a importância das gestões do PSB, lideradas pelo Governador Paulo Câmara no Estado e pelo Prefeito Geraldo Júlio na cidade do Recife, na boa condução da luta contra o Covid-19. Foram através dessas gestões que Pernambuco se tornou referência no combate à pandemia no Brasil.
"Obtivemos dados bastante positivos e estamos otimistas com os resultados das ações que tomamos para proteger a população nesta quarentena mais rígida", avalia Sileno.

Guedes ainda anunciou que serão distribuídas cartilhas com orientações jurídicas para os candidatos e garantiu apoio aos diretórios e comissões municipais no período das convenções e registro das candidaturas.

Participaram da reunião os prefeitos José Patriota, de Afogados da Ingazeira e presidente da AMUPE; Ângelo Ferreira, de Sertânia e Anchieta Patriota, de Carnaíba. O deputado federal Tadeu Alencar e os deputados estaduais Isaltino Nascimento, Simone Santana, Lucas Ramos e Aluísio Lessa, atualmente secretário de Ciência e Tecnologia, além demais membros da executiva e representantes dos segmentos, estiveram presentes na conferência.


OAB-PE aciona Caixa na Justiça por demora no pagamento de alvarás judiciais

Foto: Alysson Maria/OAB-PE 
A OAB Pernambuco entrou com uma ação contra a Caixa Econômica Federal por demora no atendimento das ordens judiciais de pagamento no prazo estipulado em convênio assinado com a Ordem pernambucana, de até 5 dias úteis, através da plataforma e-Alvarás. O banco, que opera com exclusividade os depósitos judiciais dos processos que tramitam no Judiciário Estadual, chega a levar mais de 60 dias para pagamento, gerando uma “fila virtual” e deixando partes e advogados sem receber seus créditos. O processo foi distribuído nesta quarta-feira (17) para a 9ª vara federal em Pernambuco.
Desde o início de março, quando foram tomadas as primeiras medidas de restrição ao convívio social, a OAB-PE vem tentando junto à Caixa uma forma de viabilizar os pagamentos de créditos das ações judiciais que preserve a saúde das partes, advogados e funcionários do banco. As duas entidades, então, firmaram um convênio para a criação de uma plataforma digital para operacionalizar o pagamento desses créditos, a e-Alvarás, hospedado no site da OAB-PE, onde as partes e advogados cadastram seus alvarás, RPVs e precatórios e a Caixa, após receber a documentação digitalizada, faria os depósitos em até 5 dias úteis nas contas dos beneficiários.
No entanto, a Caixa vem, reiteradamente, descumprindo este prazo. Segundo dados da OAB-PE, cerca de 2 mil alvarás estão pendentes de processamento e resposta junto à Caixa, boa parte com mais de 30 dias de espera.
Além da demora em não atender os cadastros pela plataforma e-Alvarás, o banco também vem se negando a atender advogados e partes que procuram as agências bancárias, com a justificativa de que alvarás, RPVs e precatórios não estariam no rol de serviços essenciais e que todos os pagamentos de créditos oriundos de decisões judiciais só seriam efetuados pela plataforma ou presencialmente após a pandemia.
Antes de entrar com a ação, a OAB-PE enviou ofícios à Caixa na tentativa de uma solução amigável para o problema, mas não obteve êxito. A OAB/PE também comunicou o fato ao Banco Central para cobrar providências em busca de uma solução.
“Esgotamos todos os canais de diálogo possível com a Caixa na tentativa de, amigavelmente, resolver uma questão que é de responsabilidade exclusiva do banco. Partimos para a ação judicial para resguardar o direito do cidadão e dos advogados de receberem esses recursos que têm caráter alimentar. Nessa fila de espera, há pessoas que passaram uma boa parte da vida aguardando pelo desfecho de uma ação judicial e quando, finalmente, conseguem, se deparam com a inércia da Caixa”, avalia o presidente da OAB-PE, Bruno Baptista.
“Cidadãos e advogados de todo o Estado estão sofrendo por conta dessa postura da Caixa. Vamos buscar sensibilizar o Judiciário da necessidade de uma decisão que obrigue a Caixa a cumprir o prazo de 5 dias para pagamento das ordens judiciais sob pena de multa”, reforçou.
Para Frederico Duarte, diretor-tesoureiro da OAB/PE e coordenador do projeto e-Alvarás, “apesar das dificuldades decorrentes da pandemia, a grande quantidade de solicitações pendentes exige medidas efetivas por parte da Caixa visando o pagamento dos valores que o próprio judiciário determinou, destacando funcionários para o devido processamento e finalização do enorme passivo acumulado”.
Na ação, a OAB-PE requer uma decisão liminar para que a Caixa cumpra o prazo para analisar os pedidos de pagamento de alvarás judiciais, sob pena de multa. Além disso, que se abstenha de remeter partes e advogados para a e-alvarás como único canal de atendimento para pagamento de alvarás judiciais e que proceda com o atendimento presencial de todos aqueles que se dirijam às suas agências bancárias ou postos de atendimento para levantamento ou transferência de valores resultantes de ordens judiciais (alvarás, precatórios e/ou RPVs), observados os protocolos de higiene e segurança recomendados.



terça-feira, 16 de junho de 2020

Nota da prefeitura do Carpina sobre a operação antídoto e Casa de Papel

Foto do blog Voz de Pernambuco 


Imprensa -

Informamos que a Prefeitura do Carpina não possui envolvimento com as operações Antídoto e Casa de Papel, deflagradas nesta terça-feira (16), bem como não há qualquer contrato de fornecimento com as empresas FBS Saúde Brasil Comércio de Material Médico e AJS Comércio e Representação, alvos da investigação. Também vale salientar que, não houve diligências de busca e apreensão em nenhum órgão da Prefeitura do Carpina. Reiteramos o compromisso da instituição com a transparência e responsabilidades com as contas públicas do município.

Pernambuco registra menor ocupação de UTI em três meses



Com 87% dos leitos ocupados, não há fila de espera e 115 vagas estão disponíveis no momento para o tratamento da Covid-19


O número de casos confirmados, de óbitos e de solicitações de vagas de UTI para pacientes com a Covid-19 vêm caindo em Pernambuco desde a segunda quinzena do mês de maio. Nesta segunda-feira (15.06), a Central de Regulação de Leitos de Pernambuco registrou a menor taxa de ocupação desde o dia 10 de abril, com 87%. O percentual indica que, no momento, há 115 vagas de terapia intensiva disponíveis para o tratamento da doença provocada pelo novo Coronavírus.

Essa taxa de ocupação integra um conjunto de dados consolidados hoje (15.06) pela Secretaria Estadual de Saúde, que apontam para uma tendência de queda dos indicadores no mês atual. O Ministério da Saúde divide o ano em 52 semanas epidemiológicas. A primeira semana de 2020 teve início no domingo, 29 de dezembro de 2019, e se encerrou no sábado, 4 de janeiro deste ano. O pico de óbitos e casos do novo coronavírus em Pernambuco foi registrado na semana epidemiológica 20 – de 10 a 16 de maio. Já o sistema de saúde teve a maior demanda por leitos de terapia intensiva na semana seguinte, de 17 a 23 de maio.

“Analisando os dados, é possível perceber claramente uma redução nas últimas três semanas. São números importantes, mas precisamos manter a cautela e a responsabilidade na condução dos próximos passos. A epidemia não tem se comportado de maneira uniforme em todo o Estado. Tivemos um aumento de demanda por leitos de UTI no Agreste e Zona da Mata, motivo pelo qual essas regiões não acompanharam a reabertura do varejo nesta segunda-feira, como o restante do Estado”, afirmou o governador Paulo Câmara.

Para estabelecer os gráficos da evolução dos casos, óbitos e demandas de UTI por semana epidemiológica, o Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 utilizou os dados da saúde relativos à data de ocorrência do fato. “Estamos sendo bem conservadores na avaliação dos dados ao utilizar as informações de casos e óbitos até a semana 23. Não avaliamos a semana 24, encerrada no último sábado, por admitir que os números podem sofrer uma variação significativa, com exames ainda a serem concluídos. Já os dados de solicitações de UTI não sofrem esse atraso, e os indicadores mais recentes estão nas nossas planilhas”, explicou o secretário de Planejamento e Gestão, Alexandre Rebêlo.

Por sua vez, o secretário de Saúde, André Longo, adiantou as próximas etapas do enfrentamento da epidemia. “Teremos ainda a expansão do número de leitos, tanto na Região Metropolitana do Recife quanto no interior, além do aumento na capacidade de testagem e o reforço da mensagem para que as pessoas continuem fazendo o isolamento social e saindo de casa apenas em casos de extrema necessidade. Ainda teremos um tempo longo de convívio com a doença e todos precisamos nos adaptar”, concluiu Longo.


Sérgio Montenegro

segunda-feira, 15 de junho de 2020

Goiana é o melhor município de Pernambuco no Ranking do Tesouro Nacional



A atual gestão municipal mais uma vez ganha destaque pelo respeito ao erário público. Após ser apontada pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), como a melhor gestão fiscal de Pernambuco, a Prefeitura de Goiana recebe agora reconhecimento por parte da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), que elaborou o Ranking dos Municípios Pernambucanos quanto a Capacidade de Pagamento. Goiana está em primeiro lugar.
No Ranking, são avaliados indicadores de endividamento, poupança interna e liquidez. Goiana é apontado como o município com o menor endividamento do Estado e obtendo notas "A" em todos os itens avaliados.
"Isto nada mais é do que o resultado do trabalho sério e responsável da gestão de Osvaldo Rabelo Filho e Eduardo Honório. Eles tiraram o município de uma situação gravíssima. Não é simples você transformar uma prefeitura onde haviam dívidas milionárias e várias folhas salariais em atraso, na primeira colocação de um Ranking feito pelo Tesouro Nacional. Isto é motivo de orgulho para todos nós goianenses", ressaltou a secretária de Finanças de Goiana, Antônia Pontual.
Para o prefeito em exercício Eduardo Honório, o principal objetivo da atual gestão é manter total transparência das contas públicas do município, o que tem proporcionado excelentes resultados. "Quando se tem responsabilidade e compromisso com o cidadão, além de vontade política e planejamento fica fácil realizar nossos objetivos", afirma.

Joaquim Lapa critica a saúde de Carpina, defende o uso da hidroxicloroquina e diz que quem morrer agora é de responsabilidade do poder público.

Crédito da foto: Danielle Nurse

O pré-candidato a prefeitura do Carpina, Dr. Joaquim Lapa, concedeu entrevista ao programa Francisco Jr. da Nova Carpina FM na última sexta-feira (12), e defendeu  o uso da hidroxicloroquina no combate ao Coronavírus. O mesmo disse que morreu muita gente mas não se conhecia a eficácia do remédio, que tem gerado polêmica, e afirmou ainda que quem morrer agora é de responsabilidade do poder público também. Ele criticou o sistema de saúde do Carpina por não ter o remédio para oferecer aos pacientes, citando ainda ter conhecimento de que pessoas do seu convívio social ao serem atendidas na Unidade Mista do Carpina, tiveram o medicamento prescrito pelo médico que os sugeriu comprar já que o município não dispõe.

Após recurso, agricultores de 13 municípios terão direito ao Garantia-Safra


Foto: Josué da Mata


Agricultores de 13 municípios pernambucanos vão receber recursos do Garantia-Safra. Ao todo, cerca de 22 mil agricultores e agricultoras terão direito a receber o benefício de R$ 850, elevando o número de beneficiados no Estado para aproximadamente 55 mil famílias, distribuídas em 52 municípios, representando um aporte na economia desses municípios de R$ 14,5 milhões. Foram beneficiados trabalhadores rurais de Araripina, Bodocó, Carnaubeira da Penha, Flores, Sertânia, Tacaratu e Terra Nova, no Sertão do Estado, e Belo Jardim, Ibirajuba, Lajedo, Orobó e São Bento do Una, no Agreste.
Inicialmente, esses municípios foram classificados como se não tivessem registrado perda na safra 2018-2019 pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), mas após recurso apresentado pelos municípios, com orientação da Coordenação Estadual do Programa, ficou comprovada a perda de 50% ou mais das lavouras e os agricultores desses municípios inscritos no programa tiveram o direito ao benefício reconhecido.
Segundo o secretário de Desenvolvimento Agrário de Pernambuco, Dilson Peixoto, mudanças nos critérios de avaliação da Coordenação Nacional do Garantia-Safra fizeram com que, no primeiro momento, agricultores de apenas 39 municípios pernambucanos tivessem direito ao auxílio. “Com os resultados, colocamos a nossa equipe da Coordenação Estadual do programa à disposição das gestões municipais e orientamos as prefeituras a anexar laudos de vistorias e recorrer ao Ministério”, detalhou o secretário.
De acordo com o coordenador estadual do Garantia-Safra, Tarcísio Pontes, todos os municípios que tiveram o direito ao benefício negado foram orientados sobre como recorrer pela Secretaria de Desenvolvimento Agrário e a equipe da Coordenação Estadual do Garantia-Safra está a disposição para tirar dúvidas dos gestores municipais.

domingo, 14 de junho de 2020

Paulo Câmara se reúne com prefeitos de cidades do Sertão



Encerrando o ciclo de encontros com os gestores municipais do Estado por videoconferência, governador tratou da regionalização do plano de retomada da economia


O governador Paulo Câmara se reuniu por videoconferência, neste sábado (13.06), com os representantes dos governos municipais do Sertão pernambucano. O encontro marcou o encerramento do ciclo de debates sobre a regionalização do Plano de Convivência com a Covid-19 em Pernambuco. Durante a semana, ele tratou do assunto em dois outros encontros, com prefeitos da Região Metropolitana e Zona da Mata e, em seguida, com gestores do Agreste.

“Nós temos um planejamento no aspecto econômico que, a partir de segunda-feira, entra em uma terceira etapa. Essa será possível na Região Metropolitana e nas terceira e quarta macrorregiões (que englobam Sertão e Vale do São Francisco e Araripe). Infelizmente, na região Agreste, os números que foram apresentados impediram a autorização dessa abertura”, afirmou Paulo Câmara, explicando que a demanda pelos serviços de saúde é um fator muito importante a ser observado.

O governador discorreu aos prefeitos sobre os próximos passos das ações de combate à pandemia no território pernambucano. “Vamos iniciar nas próximas semanas o funcionamento das estruturas dos hospitais de campanha em Serra Talhada e em Petrolina, no Sertão. O de Caruaru já está iniciando as suas operações. Essas estruturas vão ser feitas para dar retaguarda. Vamos buscar também outras formas de cooperação e de atuação conjunta entre Estado e municípios”, disse.

Paulo Câmara assegurou ainda que o governo continuará ampliando o número de leitos em todo o Estado. “Já temos mais de 700 leitos de UTI voltados para tratamento da Covid e queremos aumentar esse número nas próximas semanas. Se essa tendência de queda continuar aqui na Região Metropolitana, esses leitos serão possíveis de utilização, caso haja demanda do Agreste e também do Sertão”, pontuou.

Segundo Paulo Câmara, a observação do comportamento da pandemia do novo coronavírus segue em todo o Estado. “Vamos trabalhando e observando também o Sertão e suas estruturas, já que é uma região que pode precisar, apesar de ter números de casos e de óbitos bem menores do que os de outras áreas. São pontos que precisam sempre ser avaliados semanalmente, como estamos fazendo”, finalizou.

Os secretários estaduais André Longo (Saúde), Bruno Schwambach (Desenvolvimento Econômico) e Alexandre Rebêlo (Planejamento e Gestão) acompanharam o governador na discussão do plano de forma regional com os prefeitos sertanejos. A reunião teve o apoio remoto da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), com a participação do presidente da entidade, José Patriota, prefeito do município de Afogados da Ingazeira, no Sertão do Pajeú.

Sérgio Montenegro

Paulo Câmara avalia últimos dados da pandemia em Pernambuco

Fotos: Hélia Scheppa/SEI


Governador se reuniu com o Gabinete de Enfrentamento à Covid-19, na manhã deste domingo

O governador Paulo Câmara comandou reunião, na manhã deste domingo (14), com o Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 para avaliar os últimos dados da pandemia em Pernambuco. De modo geral, conforme as informações apresentadas pela Secretaria Estadual de Saúde, os números mostram que a curva de contágio continua em fase decrescente no estado. 

“Avaliamos semanalmente os dados de comportamento da doença em todas as regiões do Estado. É possível afirmar que temos uma tendência de queda, de maneira geral, nos números de casos e óbitos, além de uma diminuição da demanda por serviços de saúde”, disse o governador.

Estiveram presentes à reunião os secretários Bruno Schwambach (Desenvolvimento Econômico), Décio Padilha (Fazenda), André Longo (Saúde) e Alexandre Rebêlo (Planejamento e Gestão). As informações repassadas são alguns dos parâmetros utilizados pelo Governo do estado para definir a estratégia de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

Amanhã, o Plano de Convivência com a Covid-19 entra em sua terceira etapa com a reabertura do comércio de rua e de salões de beleza e estética. A retomada desses segmentos está liberada em todo o Estado com exceção de 85 municípios das regionais de saúde de Palmares, Goiana, Caruaru e Garanhuns. Essas cidades apresentaram alta demanda por leitos de terapia intensiva e permanecem com o varejo e os salões fechados.
 
--
Sérgio Montenegro

quinta-feira, 4 de junho de 2020

"Se fosse o contrário, se fosse eu, não tinha direito nem a fiança" - diz mãe de Miguel, menino que morreu após ser negligenciado pela patroa dela.



A mãe do menino Miguel, de 5 anos, que morreu após cair do nono andar do prédio onde a ela trabalhava no Recife, concedeu entrevista hoje(4), ao NE primeira edição, e falou sobre a patroa, que está sendo responsabilizada pelo que aconteceu com seu filho: "Não tenho ódio dela até porque a dor que estou sentindo pela morte do meu filho é tão grande que não sobra espaço para mais nada. Mas espero que a justiça seja feita até porque, se fosse o contrário, se fosse eu, não tinha direito nem a fiança", disse Mirtes Renata que resolveu falar a imprensa após ver o vídeo em que o menino aparece entrando no elevador e a então patroa segura a porta para que não se feche e parece insistir para que Miguel saia, não convencendo o menino, ela aperta o botão do elevador, sai, a porta do elevador fecha, e a criança segue sozinha dentro dele. E durante esse percurso só, o menino foi parar no nono andar do condomínio de onde caiu e acabou morrendo antes de chegar ao hospital. "Só então (depois de ver o vídeo), fui entender a revolta das pessoas, das minhas irmãs quando ela chegou no velório do meu filho... ela podia ter pego ele pelo braço e ter tirado do elevador, faltou paciência... ela confiava os cuidados dos filhos dela a mim e a minha mãe, mas eu não pude confiar os cuidados do meu filho a ela.

A ex patroa de Mirtes, trata-se da primeira dama de Tamandaré, Sari Gaspar Côrte Real, mulher do prefeito da cidade, Sérgio Hacker, e está sendo indiciada por homicídio culposo. A mulher foi presa em flagrante, mas liberada em seguida, logo após pagar fiança de 20 mil reais e vai responder em liberdade.