quarta-feira, 6 de maio de 2015

Professores: Dinheiro equivalentes a dias parados só após reposição das aulas




No primeiro dia de aula na rede estadual de ensino, após a suspensão da greve que durou 24 dias, algumas escolas encerraram as atividades mais cedo por falta de alunos. Em virtude da paralisação, serão repostos 18 dias letivos, mas os parâmetros e cronograma da reposição ainda não foram definidos. Amanhã, representantes do governo do estado se reúnem com a categoria para discutir como a compensação será feita.

Os valores descontados dos professores que aderiram à greve, deflagrada em 10 de abril, não serão devolvidos, mas haverá pagamento das aulas repostas. “Os professores vão retornar às atividades nas escolas de referência, conforme acordado com o sindicato. Todas as unidades escolares da rede pública estadual funcionaram nesta terça-feira (ontem)”, informou a Secretaria Estadual de Educação, por nota.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), Fernando Melo, afirmou que o primeiro dia pós-greve foi positivo. “O retorno às escolas aconteceu tranquilamente. Temos representações em todo o interior para comunicar a suspensão da greve”, explicou. Segundo ele, um ofício informando que a paralisação foi suspensa foi enviado ao governo. No dia 21, a categoria, que pede a ampliação do reajuste de 13,01% a todos os profissionais, se reúne em assembleia, às 9h, no Clube Português de Pernambuco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário