quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

“Pernambuco quer eleger um governador e não um governado”, afirma Silvio Costa



Durante debate na rádio JC News, nesta quarta-feira (26), no Recife, o deputado federal e presidente estadual do PSC, Silvio Costa, foi enfático ao defender a candidatura do senador Armando Monteiro (PTB) ao governo de Pernambuco. Destacando que Armando é um líder respeitado e admirado nacionalmente, inclusive com gestões aprovadas à frente da Confederação Nacional da Indústria e do Senai Nacional, Silvio afirmou: “Armando Monteiro é competente, preparado, sério, foi recentemente eleito pela Veja o melhor senador do Brasil, que discutiu projetos para a saúde, educação, segurança”.
Ao comentar a escolha do secretário Paulo Câmara como candidato do PSB, Silvio Costa fez questão de ressaltar que Pernambuco espera mais do próximo governador: “Eu tenho certeza que o povo de Pernambuco em outubro vai querer eleger um governador e não um governado. Eles têm um candidato a governador que será administrado, que é Paulo Câmara, que será monitorado”.
Veja abaixo os principais trechos da entrevista de Silvio Costa:
Pernambuco não vai concordar com o mandonismo
Silvio Costa – “Não é por acaso que Pernambuco é o berço da República no Brasil. Não é por acaso que aconteceu aqui em Pernambuco a Revolução de 1817. E na revolução a principal bandeira da revolução era o combate à monarquia. O sentimento de pernambucanidade é muito forte. E na revolução de 1817, nas missas, os padres, no lugar do vinho usavam aguardente, e a hóstia, no lugar de usar farinha de trigo, usavam farinha de mandioca, exatamente pelo sentimento de pernambucanidade. Pernambuco é um estado que sempre combateu a monarquia. Eu tenho certeza que Pernambuco não vai concordar com o mandonismo, com o absolutismo. Eu tenho certeza que esta tentativa de se criar o ‘Eduardismo’ em PE, do mesmo jeito que a Bahia já teve o ‘Carlismo’, isto não vai dar certo”.
Eles têm um candidato que será monitorado
Silvio Costa – “Eu tenho certeza que o povo de Pernambuco em outubro vai querer eleger um governador e não um governado. Vou repetir: em outubro, Pernambuco vai querer eleger um governador, e não um governado. Nós temos dois candidatos. Temos o senador Armando Monteiro, sério, competente, preparado, recentemente eleito pela Veja o melhor senador do Brasil, que discutiu projetos para a saúde, educação, segurança. É respeitado nacionalmente. Este é o nosso candidato. E nós temos um candidato a governador que será administrado, que é Paulo Câmara, que será monitorado. Aliás, o governador adora reunião de monitoramento”.
Projeto do PSB não pode ficar acima dos interesses do Estado
Silvio Costa – “O Dr. Sileno esquece de algumas coisas. Ele fala ali em projeto pessoal e vou usar as palavras dele para responder. E a candidatura de Eduardo interessa a Pernambuco ou ao PSB? Eu acho que nenhum estado da federação pode ter a prerrogativa de brigar com o governo federal. Então, na minha opinião, você não pode colocar um projeto partidário acima dos interesses do estado”.
Armando está com Lula, maior governador de Pernambuco
Silvio Costa – “O PSB está preocupado porque a candidatura de Armando Monteiro é ampla. Armando teve reunião com Lula e Dilma, Rui Falcão esteve aqui em Pernambuco. Lula disse que pretende, que quer apoiar o senador Armando. Ele vai ser o candidato de Lula. O PT estadual tem seu tempo e vamos esperar o tempo do PT. Armando Monteiro será o candidato do homem que mais ama Pernambuco, que é Lula, que tem amor por Pernambuco. Lula foi o maior governador da história de Pernambuco”.
Em 28 anos, o PSB governou 16
Silvio Costa – “E a gente precisa realçar algumas coisas. Se você pegar de 1986 a 2014, em 28 anos, o PSB governou 16. Oito de Arraes, oito de Eduardo. Por que nos anos de Arraes não houve boom em Pernambuco? E por que aconteceu a partir de Jarbas? Jarbas tinha dinheiro da Celpe, injetou dinheiro novo. Com Eduardo, Lula botou dinheiro aqui em Pernambuco. Tudo de bom que aconteceu em Pernambuco foi obra do amor de Lula a Pernambuco. Será que esta candidatura (de Eduardo) serve aos interesses de Pernambuco ou é um projeto pessoal?”
Armando trouxe o modelo de gestão para Pernambuco
Silvio Costa – “Eu vou apresentar o currículo de Armando Monteiro para os socialistas. Na década de 90 Armando foi presidente da Fiepe. Ele foi o primeiro pernambucano que incrementou as missões internacionais. Depois se elegeu presidente da CNI. Ele contratou este modelo do chamado Brasil Competitivo, capitaneado por Vicente Falconi, o INDG, e implementou este modelo na CNI. E este modelo de gestão também foi implementado por Aécio em Minas. O que Sileno devia dizer com transparência era reconhecer que quem apresentou o modelo a Eduardo foi Armando, através de Jorge Gerdau. E mais que isso, a gestão do senador Armando na CNI é referencia nacional. Onde você vai no Brasil escuta que foi uma gestão transformadora, diferenciada, qualificada. Ele tem na qualificação profissional uma das suas bandeiras. É bom que se estabeleça este debate para a gente ver quem tem experiência, altivez e dimensão nacional para governar Pernambuco”.
O engajamento de Lula em Pernambuco
Silvio Costa – “Em 2012, Lula ainda alimentava a esperança de Eduardo não ser candidato. Hoje Eduardo está junto dos maiores opositores de Lula (Marina, Jarbas, Roberto Freire, o presidente do PSDB de Pernambuco). Este conjunto de forças resolveu fazer oposição a Lula. Eu acho inclusive que lá atrás Eduardo foi candidato para derrotar este povo e agora tá refundando a União por Pernambuco. E ainda chama esta história de nova política. Outro dado que vou dar. Raul Henry já foi vice de Roberto Magalhães. Catorze anos depois é apresentado como vice de Paulo Câmara. Aí o governador se junta com Inocêncio Oliveira, Jarbas Vasconcelos, o presidente do PMDB, esta turma, e diz que é nova política. Em 1986, o governador começou como oficial de gabinete de Arraes. Foi do governo de Arraes. E é nova política? Novo é o senador Armando Monteiro, que entrou na política em 1998.
Os investimentos federais
Silvio Costa – “É importante discutir Pernambuco. Vamos falar da economia de Pernambuco. O governador Eduardo teria tido o mesmo sucesso sem os aportes do governo Lula? Claro que não. Por exemplo, o prefeito Geraldo Julio está anunciando o Hospital da Mulher. Era bom que o prefeito dissesse o montante de recursos federais. Eu mesmo coloquei emenda. O projeto de navegabilidade do Rio Capibaribe é com dinheiro federal, a maioria esmagadora das obras em Pernambuco é feita com recursos federais. Por conta da sinergia que existia entre o governo de Pernambuco e o Governo Federal. Por isto que digo: projeto pessoal é o do PSB que está colocando os interesses do partido acima dos interesses de Pernambuco. Pernambuco é grato Lula”.
Sobre o processo de escolha do candidato do PSB
Silvio Costa – “É evidente que a escolha do candidato foi uma coisa traumática. Por exemplo, eu acho que o Paulo Câmara, um dos motivos por que ele foi escolhido, é que provavelmente é o mais fácil de ser governado, controlado, isso foi traumático. Tadeu chegou a ser agredido pelos jornais, Lyra tomou conhecimento pelos jornais. Mas isto causa efeitos colaterais. Se a gente olhar para a frente, vai ver. A saúde de Pernambuco, faça uma pesquisa e pergunte se melhorou. Os hospitais têm médico? Remédio? Vai chegar um momento que Armando Monteiro vai apresentar a Pernambuco um plano de governo inovador. Vai dizer o que vai fazer e com quais recursos. Ninguém vai vender ilusão. Dilma vai se reeleger no primeiro turno e vamos continuar com a sinergia no governo federal”.
A arrogância e o já ganhou
Silvio Costa – “Eles vão dizer que têm o apoio de 300 municípios de Pernambuco, estão arrogantes, achando que já ganhou, não estão respeitando a vontade do povo de Pernambuco. Eles estão pensando que Pernambuco é o Maranhão. Pernambuco é diferente. (No caso do Recife) Daniel não foi pro segundo turno por menos de um por cento e se vai ganha a eleição. Eles estão preocupados com Armando e ficam estimulando setores do PT a lançar candidatura própria. Por que eles estão com tanto medo, plantando nota nos jornais dizendo que Lula não vem? Eles têm pesquisas mostrando que quando Lula chegar aqui dizendo que vota em Armando vão ter dificuldades. O já ganhou deles vai acabar”.
Sobre o lançamento de Michele Collins
Silvio Costa – “Nós temos o maior respeito por Eduardo da Fonte, tem capacidade de articulação, é jovem, lidera um bloco, é articulado. Tenho certeza que na hora certa vai abrir o debate. É claro que respeitamos a candidatura de Michele, cada partido tem sua autonomia. Agora, queremos ter o apoio de Eduardo da Fonte, que teve 300 mil votos em Pernambuco. Vamos conversar”.
Sobre o cogitado apoio de 18 partidos ao candidato do PSB
Silvio Costa – “Maurício Romão esteve aqui e cometeu um equivoco. Ele disse 18 partidos. É prematuro falar sobre isso porque a convenção é em junho. Eu prevejo que o nosso tempo será basicamente equânime com o candidato do PSB. Não vou dizer agora que partidos porventura vão declarar apoio. Hoje já temos perto de seis minutos, contando com o PT.
O nível da campanha
Silvio Costa – “Se depender de Armando vai ser eleição com o melhor nível de debate, propositivo, discutindo geração de emprego, renda, qualificação de renda, melhoria na sala de educação. Mas pela agressividade de Sileno, partindo para o campo pessoal, eu estou achando que eles vão querer fazer campanha radicalizada”.
Eduardo não é técnico, é político
Silvio Costa – “Pernambuco sabe, quem leu os jornais, que o governador escolheu um candidato para que ele pudesse comandar. Alguém tem dúvida disto? Alguém em sã consciência acha que o critério foi técnico, político? Foi o de quem ele poderia continuar monitorando. Eles precisam explicar isto para Pernambuco. Outra coisa, é preciso parar com essa historia de técnico. Eduardo então está negando a historia e não poderia ser candidato a presidente porque ele é político. Ele está na politica desde 86, é da velha política. O cara pode ser candidato a presidente, sendo politico, mas em Pernambuco tem que ser técnico? Onde está escrito isto? Armando Monteiro é um homem da gestão, quem o conhece sabe. Ele senta numa mesa e começa a analisar, como fazer mais com menos, ele tem a marca do gestor. Você acha que o setor produtivo nacional iria premiar Armando Monteiro? Em todos os estados do país Armando recebeu homenagens pela gestão na CNI. Este preparo de Armando, a dimensão nacional, o diálogo nacional, o apoio de Lula, o fato de Lula ter carinho por Armando desde a CNI, o fato de Dilma ter conversado duas horas com Armando, está tudo isso incomodando os socialistas”.
Sobre a candidatura de Armando
Silvio Costa – “Eu acredito na altivez do povo de Pernambuco. O povo de Pernambuco merece respeito. O povo de Pernambuco está olhando assim e dizendo ‘peraí, é muita pretensão’. O povo de Pernambuco em outubro vai dar a resposta. Eu estava calado. Sileno veio aqui ontem e atacou nosso candidato. A gente tem time”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário