quarta-feira, 8 de junho de 2011

Capítulo final: Sindicato dos moto-taxistas teve seu requerimento colocado em discussão


Antes tarde do que nunca. Ontem enfim o projeto de lei, enviado pelo chefe do executivo, Manoel Botafogo, solicitando a regulamentação do serviço de moto-táxi no município foi colocado em discussão na câmara dos vereadores da cidade e aprovado salvo sob algumas emendas colocadas pelos vereadores, o que fez com que o presidente do sindicato Adriano discordasse em alguns pontos. Alguns deles foram a redução para oitocentos(800) o número de moto-taxistas rodando na cidade sugerido por Adriano que ficou em mil e quinhentos(1.500), e o pagamento de uma taxa mensal obrigatória ao sindicato que também não foi aprovada. Sendo assim será filiado ao sindicato o moto-taxista que achar viável. Alguns moto-taxistas ficaram satisfeitos com tais emendas dos parlamentares, grande parte por exemplo, não concorda em pagar essa taxa mensal ao SUNTAC. O vereador Dedé Lanche só deu um recado e disse que quem não for habilitado que se habilite.
Agora só falta a aprovação do executivo, Manoel Botafogo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário