segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Opinião por Danielle Nurse- MC Diguinho autor de "Surubinha de leve" deveria ser preso.

Resultado de imagem para surubinha de leve

"Taca bebida, taca pica, e abandona na rua." - Esse é o trecho principal da funk que gerou polêmica por esses dias tendo sido tirado do ar. Com uma apologia explícita ao estupro, no país onde segundo pesquisa revelada no final de 2017:

Brasil teve um estupro coletivo a cada 2 horas e meia, em 2016; número cresceu 124% em 5 anos

E de acordo com pesquisa feita neste ano de 2018:

Mais de 500 mulheres são vítimas de agressão física a cada hora no Brasil, aponta Datafolha


Para mim, quem faz apologia ao crime, criminoso é, esse tal MC Diguinho deve ter achado o máximo quando em 2015 uma jovem com 14 anos foi estuprada por mais de trinta homens. Pela letra da música que ele escreveu percebe-se. Nada contra o funk, até porque amo o batidão, mas pega a visão: O problema é a violência e constrangimento que mulheres que tanto lutaram por seu espaço, para conquistarem respeito por suas vontades e seu corpo, tiveram que passar. Me senti totalmente desrespeitada como mulher e imagino quem passou por esse tipo de violência o que sentiu. Em outras palavras, não vamos colocar panos quentes, ele insufla ao público dar bebida a mulher (para que ela fique vulnerável), depois a estupre e jogue na rua por não querer compromisso, tratando a mulher como se fosse descartável e desprezando por completo sua natureza "humana".

Oro por essas mulheres que aceitaram participar de um clip tão nojento.

O jovem depois da polêmica, provavelmente orientado pela assessoria se comparou com Mamonas Assassinas que cantava músicas com duplo sentido (falou bem, duplo sentido e com uma performance totalmente infantil no palco enquanto o funk por si só é erótico) e teve a leviandade de dizer que isso está acontecendo com ele porque é negro e veio da comunidade. Ahh sem essa!

Para mim, não só a "música" dele era para ser tirada do ar como foi, como ele também devia ir para atrás das grades pois em minha visão representa um risco para a sociedade.

*Sabemos que em nosso país isso não vai acontecer


Danielle Nurse

Um comentário:

  1. Este tipo de apologia em letra de música não deveria nem sair do papel se houvesse respeito deste jovem por sua família . Me pergunto sempre quando escuto algo deste nível se a criatura nasceu ou foi abortada para trazer em sua mente coisas tão baixas. Se este jovem tem mãe e ela tiver sentimento deve está se perguntando que poderia ter usado camisinha para não trazer ao mundo uma criatura sem qualificação para conviver em sociedade. O vitimismo se tornou um hábito dos sem caráter neste país. Vítima somos nós que temos que conviver e ouvir tanta merda que está gente deixa sair pela boca, e, nossos ouvidos infelizmente não tem descarga para limpar as impurezas vomitadas por muitos.

    ResponderExcluir