quarta-feira, 12 de abril de 2017

Durante audiência Joaquim Lapa sugere que Júnior Botafogo jure sobre a Bíblia.




A atitude causou alvoroço entre os adeptos de uma nova eleição em Carpina.

Durante a audiência nesta quarta(12),  promovida pelo Dr. Joaquim Lapa que acusa o prefeito eleito Manuel Botafogo de compra de votos em Carpina, no testemunho do ex-candidato a prefeito de Carpina Júnior Botafogo, que é acusado de ter vendido sua candidatura ao tio Botafogo, o Juíz, Dr. Rildo, solicitou que Júnior Botafogo jurasse falar a verdade sobre a constituição, quando a acusação na pessoa do Dr. Joaquim Lapa, sugeriu que o juiz pedisse que Júnior Botafogo jurasse sobre a bíblia já que é a fé que ele professa. A atitude causou alvoroço nos presentes a audiência.

A propósito Júnior Botafogo não jurou sobre a Bíblia dizendo que "isso" não fazia sentido ali, com o apoio do Dr. Rildo que afirmou que o estado é laico e não há previsão legal nesse sentido, mas apenas falar a verdade perante a lei.

Em tempo: Houve contradição entre os testemunhos de Júnior e Mônica Guerra, o ex-candidato disse que não tinha recursos para campanha (motivo de sua desistência), no entanto a professora Mônica que foi candidata a vereadora pelo grupo de Júnior disse que teve alguns custos de sua campanha arqueados pelo grupo de Júnior embora,  não soubesse de quem veio exatamente o dinheiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário