quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Armando registra seu plano de governo em cartório e elege a educação como prioridade
















O candidato a governador Armando Monteiro (PTB) registrou, na tarde desta quarta-feira (1º), o seu programa de governo no 2º cartório de Ofício do Recife. Nesse documento, que possui cerca de 300 páginas, o petebista traça as diretrizes, metas, projetos e programas que vão nortear o seu governo pelos próximos quatro anos. No material, também estão presentes as principais propostas apresentadas por Armando ao longo dos últimos meses, seja nos programas do guia eleitoral na tevê e rádio ou nos debates e atividades de campanha. Armando destacou a educação como a prioridade de seu governo.

“Viemos registrar o nosso programa de governo para que as propostas e compromissos fiquem devidamente registrados. É muito importante que a população possa, amanhã, confrontar o que o governo, efetivamente, realiza com aquilo que foi prometido”, afirmou Armando, no ato da entrega do material. “O registro é um ato importante para marcar esse elenco de compromissos que estamos assumindo”, acrescentou o candidato a governador. Todo o conteúdo está disponível no site de Armando (www.armandomonteiro.com.br). O candidato a vice, Paulo Rubem Santiago (PDT), acompanhou o petebista no cartório.

O programa de governo foi dividido em 22 temas fundamentais, que estão separados em cinco eixos principais: Cidadania, Qualidade de Vida, Desenvolvimento Sustentável, Infraestrutura e Gestão e Governança. O plano vai definir metas e objetivos para políticas públicas estruturadoras, projetos prioritários e o modelo de gestão e de governança de 2015 a 2018. No ato da confirmação da candidatura, em junho, o candidato do PTB apresentou ao Tribunal Regional Eleitoral uma versão resumida do documento.

“A educação, no nosso entendimento, é algo que reduz desigualdades e ajuda a economia, na medida em que as pessoas se tornam mais produtivas quando mais educadas”, disse Armando.

Entre a concepção e conclusão, foram mais de cinco meses de trabalho no plano. Ao todo, 15 pessoas atuaram na formatação do programa, ouvindo especialistas, técnicos, acadêmicos e formadores de opinião. Uma das principais fontes de contribuição para a produção do material foram as plenárias do projeto Pernambuco 14, promovidas por Armando entre abril e junho deste ano. A iniciativa mobilizou mais de 26 mil pessoas, em 14 reuniões em todas as regiões do Estado e coletou mais de 5,2 mil propostas.

A equipe responsável pela confecção do programa de governo de Armando também se debruçou sobre pesquisas, fez visitas técnicas, entrevistas, análise de dados do governo de Pernambuco, além de reuniões com segmentos da sociedade, plenárias setoriais, consulta aos partidos que integram à coligação Pernambuco Vai Mais Longe e as contribuições isoladas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário