segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Muito bom! Jovens empreendedores do interior de PE recebem incentivo financeiro

Jovens empreendedores da Zona da Mata e do Agreste de Pernambuco serão os primeiros a receber dinheiro da nova Agência de Fomento do Estado de Pernambuco (Agefepe), em parceria com o Projeto Acreditar, instituição da sociedade civil que apoia iniciativas produtivas buscando melhorar o desenvolvimento local. Serão beneficiadas 400 pessoas entre 18 e 29 anos. Ao total, devem ser liberados, a partir desta segunda-feira (2), R$ 100 mil destinados a facilitar o financiamento para micro, pequenos e médios empresários, produtores urbanos e rurais. O dinheiro também pode ser investido para cursos de capacitação.

“Uma parte dos empreendedores já tem cadastro no projeto, mas há renovação do grupo. O valor do empréstimo varia entre R$ 1mil a R$ 1,5 mil de acordo com a necessidade de cada jovem empreendedor”, disse o presidente da Agefepe, Agnaldo Nunes, em entrevista ao Bom Dia Pernambuco desta segunda. O valor que servirá para o fortalecimento do empreendimento será negociado com o Projeto Acreditar e deve ser utilizado para a aquisição de matéria-prima, insumos ou para melhorar a capacidade de produção.

De acordo com o presidente da Agefepe, a agência procura incentivar as atividades de empreendedorismo no interior oferecendo oportunidade aos jovens. " A ajuda aos jovens tem uma simbologia especial, porque eles têm mais dificuldades pela necessidade de uma formação e de conseguir o primeiro emprego, e também pela vocação”, acredita Agnaldo Nunes. O projeto acontece em parceria com a Agência de Apoio ao Empreendedor e Pequeno Empresário (Sebrae).

Agefepe
A agência foi criada pelo Governo de Pernambuco, em agosto de 2011, para facilitar o acesso ao crédito ao financiamento para micros empresários urbanos e rurais. As áreas contempladas são fardamentos e roupas profissionais, leite e derivados, turismo com ênfase no serviço de táxi para a Copa 2014, produção de alimentos destinado a escolas, hotéis, restaurantes e outros tipos de micro empresas fornecedoras de bens e serviços.
 Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário