quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Sinpro denuncia irregularidades na educação de Limoeiro


 O Sindicato dos Professores de Pernambuco (SINPRO PE) fez um levantamento de dados educacionais na cidade de Limoeiro e encontrou diversas irregularidades. No relatório apresentado ao Promotor de Justiça Dr Muni Azevedo Catão, o foco principal está na aplicação do piso salarial dos professores da Educação Infantil e das séries iniciais do Ensino Fundamental da rede municipal. Além de várias denuncias relativas à folha de pagamento.
Após verificar o relatório de todos os profissionais da educação no município, foram detectados vários nomes de profissionais de outras áreas recebendo na folha de educação alguns benefícios como; aulas excedentes, aulas substituição, gratificação de incentivo e difícil acesso. Devido a estes problemas os professores que atuam na Educação Infantil e no Ensino Fundamental no município foram prejudicados financeiramente em seus vencimentos, somando um total de R$ 2.880 para cada docente em 2012.
 Na última audiência realizada terça-feira (15), o promotor determinou que a comissão dos profissionais de educação; representantes da câmara, secretaria de educação, presidente do conselho Fundeb e representante do SINPRO- Nilsa Ramos, apresentem até o dia 31 a relação de nomes para regularizar as questões reivindicadas. Assim como ajustar os salários dos professores em fevereiro deste ano.

Danielle Leão
Sinpro PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário