quarta-feira, 12 de maio de 2010

Por que meu pet fugiu de casa?


Quem possui cão ou gato sempre teme a fuga do animal de estimação. Quando isso acontece, o dono tende a ficar desesperado, achando que o pior pode ter acontecido – ou vai acontecer! Se você ainda não passou por isso, fique tranquilo, pois o sumiço do seu pet pode ser fruto de vários fatores, dependendo da espécie.

No caso do cão, pode estar relacionado a não se sentir muito apegado ao dono, seja pela indiferença ou maus tratos sofridos, como por exemplo, estar sendo criado acorrentado e buscar liberdade.

Outro pretexto para fugir, seja macho ou fêmea, é a procura por uma parceira ou parceiro. Quando o cachorro foge para acompanhar alguma cadela, ele perde seu sentido de orientação e chega a ir muito longe, sem se preocupar com o caminho de volta.

É comum a imagem de um bando de cães seguindo uma cachorrinha pelas ruas, com seus integrantes totalmente despreocupados com o caminho que estão seguindo. Quando o cio termina normalmente estão muito longe de suas casas, muitas vezes sem saber o caminho de volta.

No caso do gato, dois motivos básicos podem fazê-lo fugir: a caça e o cio. O felino, por natureza, é mais caçador e curioso. Assim, gosta de procurar locais para explorar, como terrenos baldios ou parques. Depois de matar sua curiosidade, na maioria das vezes, consegue voltar.

O cio, principalmente, faz com que o gato caminhe longe. Contudo, ele tem um sentido de território melhor que o cão e costuma voltar de grandes distâncias. Também enfrenta menos perigos, pois ao contrário do cachorro que anda pelas ruas, o gato faz trajetos incríveis por cima de telhados e muros. 


Fonte:Pet Friends

Nenhum comentário:

Postar um comentário