quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Boneca de personagem da novela viver a vida ajuda pessoas tratarem a condição dos cadeirantes com naturalidade


Uma boneca da personagem Luciana da novela viver a vida incentiva cadeirantes e as pessoas em geral a encararem a condição com naturalidade. Ponto para o artista plástico Marcus Baby criador da boneca que mostrou sensibilidade.A boneca além de tudo possui riqueza de semelhança nos detalhes. Mas ele avisa que não tem intenção de vender, faz realmente para uma satisfação própria, um hobby digamos assim."Todo mundo comentou. Já sofri muito vendo as cenas dela e resolvi prestar a homenagem." diz ele que já foi procurado por empresários com interesses comerciais.
O proprietário da fábrica de brinquedos Walbert, Antônio Epaminondas disse que por várias vezes pensou com carinho na idéia. Mas diz que infelizmente a aceitação não é muito boa, devido ao preconceito das pessoas, causando uma pequena polêmica. Ele já teve uma experiência na época de Páginas da Vida, com a boneca Clarinha, uma alusão à personagem da novela de Manoel Carlos que tinha síndrome de Down. "Por dois anos tivemos o produto em nosso catálogo. Vendemos 10.403 unidades, o que é um número péssimo. Algumas lojas que nunca compraram de mim pediam meia-dúzia só para não dizer que não tinham. A novela impulsiona as vendas. Se voltar no Vale a Pena Ver de Novo, vende novamente. Mas o ser humano é maldoso", resume. "Exporto para a África. O ano passado foram 5 contêineres. Nenhum de boneca negra", polemiza ele.
Já do outro lado a Consultora da Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedo (Abrinq), Cecília Aflalo defende que esse cenário tem mudado."Lembro-me da Gessinho, que tinha a mão engessada, e já vi bonecas com muletas. Se você for a hospitais de crianças com câncer, as bonecas carecas são as que mais chamam a atenção."diz. E completa:"Todas elas são muito importantes para a questão da identificação."

Fonte terra/foto divulgação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário