segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Força da mulher é discutida em encontro na cidade de Carpina


Na noite da última quinta-feira(27/09), aconteceu na residência do pré-candidato a prefeitura do Carpina Carlinhos do Moinho, um encontro só de mulheres onde foi discutida a integridade física, mental da mulher e principalmente o valor e espaço que ela tem dentro da sociedade principalmente na sociedade carpinense, sendo discutida inclusive a maneira como ela vem sendo tratada pelo poder executivo. Contudo a reunião que teve como tema "A mulher na política" teve o intuito principal de conscientizar as mulheres inclusive por serem maioria, a força e o poder de influência que elas tem. Cerca de 70 mulheres participaram deste primeiro encontro, e todas ficaram livres para se expressar.

A primeira palestrante do evento foi a Srª Alberice, que ao final do evento conversou conosco:
"Nossa intenção quando realizamos o encontro da mulher é justamente conscientizar a elas a força que a mulher tem, a nossa garra, o destino do município que também depende das mulheres até porque somos a maioria do eleitorado carpinense. Não é justo na câmara municipal termos apenas uma mulher representando todas as mulheres do município quando nós somos a maioria, então, nós na realidade estamos nos esquivando de decidir e passando esse papel para o homem. O papel da mulher é fundamental. Até porque as mulheres que sofrem na pele a ausência das políticas públicas do município, quando falta educação, quando falta saúde, quando falta saneamento básico é a mulher que vai levar seu filho para o hospital, é ela que sofre por uma falta de atendimento médico, e também a questão da violência. Hoje a mulher ainda é muito violentada tanto mental quanto fisicamente, e outras formas de violência. Então, o intuito é construir um grupo para que possamos construir um grupo de políticas públicas para a mulher. E principalmente aqui em Carpina pois a mulher tem que ter o seu local, sua posição de destaque na sociedade, não podemos admitir o que aconteceu aqui no município de Carpina onde o gestor agrediu todas as mulheres ao agredir a vereadora Marta Guerra. Ela é nossa representante na câmara, ele não tem o direito de agredir mulher nenhuma, muito menos uma representante do povo, pois se o executivo é importante, o legislativo é tão importante quanto, até porque nós vivemos num estado democrático de direito onde os poderes tem que se respeitar e não se agredir. É lamentável mas tenho certeza que a partir de agora a mulher carpinense vai saber ter o seu valor e seu papel social dentro da sociedade carpinense", declarou.

No evento entre outras personalidades também compareceu a vereadora Marta Guerra que foi aplaudida de pé ao chegar ao local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário