sexta-feira, 25 de junho de 2010

"Carpina" A chapa esquentou: Empasse do prefeito para pagar o piso salarial dos professores faz professora Mercês soltar o verbo

Há algum tempo um "bafafá" entre os professores e o prefeito da cidade do Carpina tem se tornado público. O sindicato dos professores do Carpina travou uma luta há bastante tempo para que os professores da cidade venham receber o piso que é direito de todos os educadores, mas, que aqui em Carpina até agora ficou apenas no papel.
Durante esta semana o prefeito fez uma declaração em tom irônico se referindo a professora Mercês que é a presidente do conselho e tem estado a frente desta luta para que os professores venham receber o piso. Em certo momento em suas declarações o prefeito ironizou chamando a professora de "neguinha" e insinuando que a professora não precisa receber o piso pois tem boas condições, e em referência a tal declaração citou o fato da professora só andar de carro, também insinuou que a professora o tem perseguido pelo fato da mesma apoiar o grupo de oposição ao prefeito.
A professora que durante algum tempo vinha se fazendo de desentendida pois o prefeito disse que só não tinha pago ainda o piso por culpa do contador que não tinha tempo para analisar os recursos, mas há quem diga que a mesma sempre soube que não passava de uma desculpa do gestor, respondeu ao deboche bastante irritada, contudo muito ética, dizendo que anda sim de carro com motorista pois é a presidente do conselho e precisa se locomover, assim como ele anda no carro(novo!) pra lá e pra cá. Em referência a professora Mercês apoiar o pré-candidato a deputado estadual Carlinhos do Moinho a mesma respondeu que no início da campanha dele abriu as portas da casa dela para o prefeito e o recebeu, na época o mesmo prometeu pagar aos professoras, dar um salário mais dígno aos garis, uniformes etc. E nada se cumpriu da parte do mesmo. A professora ainda disse: "Pare de me chamar de neguinha pois eu não lhe dei esta ousadia. Meu nome é Mercês Silveira."disse a professora.

"Acorda senhor excelentíssimo prefeito! O povo já não aguenta essa hipocrisia. Esse discursinho de que no dia 7 de setembro do ano de mil novecentos e lá vai o trem nasceu um lindo bebê com dois dentinhos mordendo o peito da mamãe, esse outro de levantar a mãozinha para dizer Salmo bíblico, e ainda esse outro de que ama seus funcionários, já está manjado demais. Já perdeu toda a graça, ainda mais em um caso em que o senhor não se propõe nem a pagar o que lhes é de direito. O povo não é burro, o senhor já notou que em seus discursos quando encerra com o Salmo diminuiu(a não ser em reuniões do seu partido e olhe lá)consideravelmente o número de pessoas que compartilham do seu gesto? Sua popularidade com certeza já foi bem maior...O povo quer ação! "

Nenhum comentário:

Postar um comentário